Leia isso antes de escolher um brinquedo para sua criança

Leia isso antes de escolher um brinquedo para sua criança

Frequentemente recebemos em nossas redes sociais, no whatsapp ou e-mail pedidos de recomendação de brinquedos, principalmente ligados à uma necessidade especial. Muitos dos nossos clientes começam a conversa compartilhando um diagnóstico. Embora valiosas, essas informações apresentam apenas um aspecto de quem a criança é. 

Para responder à pergunta, precisamos pensar além de gênero, idade, desenvolvimento ou necessidade. Isso porque todos nós temos preferências e elas fazem toda a diferença.

Nós compramos o que nos atrai

Basta pensar em nosso próprio comportamento. Quando estamos comprando, trazemos nossas preferências conosco. Pense em um casaco: posso encontrar um que pareça perfeito em todos os sentidos, exceto um. A fibra, o estilo e o ajuste são legais. O preço, o mais baixo de todos os tempos. A única desvantagem é a cor, que é linda e está super na moda, mas não é o que eu acho que me valoriza.

Talvez eu pudesse me convencer de que não é tão ruim... pelo contrário, é uma excelente compra, ainda mais considerando o preço. Quem não gosta de uma liquidação, né? Além do mais,  o casaco vai cumprir sua função e me proteger do frio - esse é o principal motivo para comprar um casaco, certo? 

Sim, mas eu acabaria sem usá-lo, a não ser que estivesse congelando e não tivesse mais nada para me manter aquecida. O que compramos tem de nos agradar se quisermos usar e desfrutar de nossa compra.

As crianças escolhem brinquedos que apelam ao sentido da brincadeira

Há um comportamento comum entre todas as crianças: um brinquedo tem que chamar atenção da criança antes que ela demonstre interesse por ele. Alguma coisa no brinquedo precisa ser um convite à brincadeira e, uma vez que a criança comece a brincar, ele tem que provar seu valor. A criança decide se ele merece seu tempo, se o brinquedo oferece valor suficiente para prender seu interesse. 

Crianças aprendem brincando

As crianças pequenas gostam de repetição e é assim que elas desenvolvem habilidades. Seus brinquedos precisam ser seguros, bem construídos e duráveis, capazes de resistir a brincadeiras persistentes. Ser fácil de limpar também conta (mamãe e papai agradecem!).

Os pequenos também gostam de explorar e descobrir. Por meio das brincadeiras, os bebês começam a entender causa e efeito e a aprender sobre o meio ambiente. Quanto mais interativos melhor, já que nessa fase a coordenação motora está sendo desenvolvida. Brinquedos rotacionais ou que mudam o estado original mediante alguma ação os fazem entender sobre sua capacidade de fazer algo acontecer.

Observe sua criança brincando antes de comprar um novo brinquedo

Tomamos nossas melhores decisões quando observamos a criança em ação e conhecemos suas preferências. Ao escolher os brinquedos, selecione aqueles que você acha que serão mais atraentes para ela e que se encaixarão melhor com suas habilidades atuais e objetivos de desenvolvimento. Isso vale para todas as crianças, com ou sem necessidades especiais. 

Os brinquedos são ferramentas para brincar. Quando uma criança acha um brinquedo intrigante e se envolve em uma brincadeira, o aprendizado ocorre de maneira natural e alegre.