Doces

Receita Pão de Mel recheado – Passo a passo

Pão de Mel recheado

Receita:
1 lata de leite condensado
1 xícara (chá) de mel ou 250 g
3 xícaras (chá) de farinha de trigo
2 colheres (sopa) de chocolate em pó – usei Callebaut (não use achocolatado)
1 colher (chá) de canela em pó
1/2 colher (chá) de cravo moído
1 colher (chá) de fermento químico – para bolos
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
2 xícaras (chá) de leite integral
Recheio brigadeiro branco (sugestão)
1 lata de leite condensado
1 colher (sopa) de manteiga sem sal
Leve ao fogo em uma panela de fundo grosso, mexendo constantemente até engrossar e adquirir o ponto de doce de enrolar (consistência bem pastosa). Aguarde esfriar para rechear.

Preparo
Preaqueça o forno a 200 graus Celsius.
Prepare as fôrmas a serem utilizadas. Se for a retangular, unte com manteiga ou margarina e forre com papel manteiga. Se usar as individuais, unte generosamente e enfarinhe (pode misturar um pouco de chocolate em pó à farinha para não esbranquiçar).
Junte os todos ingredientes secos em uma só tigela. Reserve.
Usando uma batedeira elétrica, bata o leite condensado com o mel até combinar. Agora, sem parar de bater, vá adicionando os ingredientes secos e o leite (um pouco de um, um pouco do outro até terminar). Bata por mais uns 2 minutos.
Despeje nas fôrmas. Se for na retangular, não ultrapasse a altura máxima de dois dedos. Se utilizar as forminhas individuais, coloque a massa até a metade da altura (foto 1).
Leve para assar até, ao espetar um palito no meio do bolo, o mesmo saia seco (foto 2).
Antes de desenformar ou cortar, deixe o pão de mel secando por umas 12 horas em temperatura ambiente ou por no mínimo 3 horas na geladeira. No caso, se usar as forminhas individuais é melhor desenformar quando amornar, do contrário essa operação ficará mais difícil quando estiverem frios (foto 3).
Quando sentir a superfície bem seca, corte os pães de mel em quadradinhos (se a fôrma for uma só) ou com cortadores redondos próprios. Depois disso, corte cada um ao meio. Recheie (fotos 4 e 5) e banhe no chocolate seguindo ESSE PROCESSO.
Depois de banhar, coloque cada um sobre folha de papel alumínio até o chocolate secar (foto 6).
Prazo de validade para consumo é de 2 semanas. Mas caso eles sejam feitos para vender, coloque o prazo de validade para 1 semana como garantia.

Dicas e truques:
Tem truque? Tem! Pão de mel não é bolo de mel, não é para ficar fofinho, portanto, não leva ovos ou gordura. Ele é macio, porém firme e para isso o ideal é, depois de assado, deixar descansar da noite para o dia em temperatura ambiente ou por no mínimo 3 horas na geladeira. Nada demais, né?
Uma coisa bem importante também é não fazer de um tamanho que fique alto demais que seja complicado para dar uma mordida. Para isso as assadeiras ideais são as maiores, e que nela seja colocada no máximo 2 dedos de altura da massa crua. Pães de mel levam fermento, aumentarão quando forem assados.
Se for usar forminhas individuais lembre-se de untar e enfarinhar muito bem para garantir que não grudem ao serem desenformados. Na assadeira retangular é recomendável forrar com papel manteiga.
Quanto mais lisa e uniforme ficar a superfície externa do pão de mel mais ele ficará com boa apresentação depois de banhado no chocolate.
O recheio que for utilizado deve ter a consistência firme, bem pastosa. Se usar brigadeiro, faça com o ponto de doce de enrolar. Caso utilize doce de leite, recomendo que faça cozinhando a lata do leite condensado na panela de pressão até o ponto de corte, ou seja, depois que a panela apitar conte de 40 a 45 minutos de cozimento. Seja qual for a opção, espere no mínimo amornar para rechear os pães de mel.
Não se assuste com essa receita achando que ela ficará doce demais por usar leite condensado e mel. Não fica, viu, garanto a vocês.
Bom, só lembrando, essa receita rendeu massa suficiente para uma assadeira retangular de 35 x 23 cm ( que renderam 32 unidades de pão de mel de 4 x 4 cm) e 12 unidades de forminhas individuais de 6 cm de diâmetro. Usei o recheio de brigadeiro branco que foi o suficiente para esses redondinhos. Os outros foram destinados para a versão gelada.
Tem truque? Tem! Pão de mel não é bolo de mel, não é para ficar fofinho, portanto, não leva ovos ou gordura. Ele é macio, porém firme e para isso o ideal é, depois de assado, deixar descansar da noite para o dia em temperatura ambiente ou por no mínimo 3 horas na geladeira. Nada demais, né?
Uma coisa bem importante também é não fazer de um tamanho que fique alto demais que seja complicado para dar uma mordida. Para isso as assadeiras ideais são as maiores, e que nela seja colocada no máximo 2 dedos de altura da massa crua. Pães de mel levam fermento, aumentarão quando forem assados.
Se for usar forminhas individuais lembre-se de untar e enfarinhar muito bem para garantir que não grudem ao serem desenformados. Na assadeira retangular é recomendável forrar com papel manteiga.
Quanto mais lisa e uniforme ficar a superfície externa do pão de mel mais ele ficará com boa apresentação depois de banhado no chocolate.
O recheio que for utilizado deve ter a consistência firme, bem pastosa. Se usar brigadeiro, faça com o ponto de doce de enrolar. Caso utilize doce de leite, recomendo que faça cozinhando a lata do leite condensado na panela de pressão até o ponto de corte, ou seja, depois que a panela apitar conte de 40 a 45 minutos de cozimento. Seja qual for a opção, espere no mínimo amornar para rechear os pães de mel.
Não se assuste com essa receita achando que ela ficará doce demais por usar leite condensado e mel. Não fica, viu, garanto a vocês.
Bom, só lembrando, essa receita rendeu massa suficiente para uma assadeira retangular de 35 x 23 cm ( que renderam 32 unidades de pão de mel de 4 x 4 cm) e 12 unidades de forminhas individuais de 6 cm de diâmetro. Usei o recheio de brigadeiro branco que foi o suficiente para esses redondinhos. Os outros foram destinados para a versão gelada.

Categorias