Dicas para Festas

Por que não colocar sal na papinha do bebê?!

A partir dos 6 meses iniciamos a introdução da alimentação complementar (IAC). Geralmente começamos com uma frutinha amassada e aos poucos (de acordo com o ritmo de cada um), inserimos os demais alimentos.
.
Até pouco tempo atrás a comidinha do bebê era chamada de “papinha salgada”. Porém, ficava a dúvida: então adiciona-se sal? A resposta é não, não recomendamos a adição de sal na comidinha do bebê na (IAC), por isso há algum tempo a SBP alterou seu nome para: papinha principal.
.
❓Mas por que não adicionar sal❓
.
✔️O Sódio, Iodo e outros micronutrientes que o bebê precisa nessa fase estão presentes em doses suficientes no leite materno, nas fórmulas (para os não amamentados) e nos alimentos. Os rins do bebê são imaturos para metabolizar grandes quantidades de sódio.
.
✔️Alguns estudos sugerem haver correlação entre introdução precoce de sal, com risco aumentado para hipertensão e também para preferência alimentar por produtos mais “salgados” no futuro. .
✔️No início da IAC os bebês têm a tendência a gostar mais do sabor adocicado (por se assemelhar mais com o paladar do leite materno). Assim, não adicionar sal, de forma geral, facilita a aceitação do alimento. Além disso, você treina o paladar da criança a gostar do alimento por si só, com suas características naturais.
.
✔️O ministério da saúde preconiza que a criança que por volta de 1 ano, deve estar apta, a se alimentar da comida (saudável) da família, ou seja, de 6 meses a 1 ano a gente vai treinando seu paladar. Nessa época introduzimos o sal, via alimentação da família. .
✔️Temperos naturais: alho, cebola, cebolinha, coentro, etc, podem ser usados durante a IAC.

Categorias