Dicas p/ mamãe

Cólicas em Bebês – como aliviar as cólicas do bebê?

Se o seu bebê acabou de mamar, está bem agasalhado, com a fralda seca e, ainda assim, chora muito pode ser cólicas, sendo mais comum nos finais de tarde onde o bebê chega a contrair o abdome. Pensando nesse problema que a maioria das mamães se quer estão preparadas, afinal ninguém conta que isso poderá acontecer com seu bebê até realmente ver seu mimo sofrendo o que é de partir o coração não é mesmo, então iremos ensinar algumas dicas tanto para prevenir quanto para aliviar as dores.

Confira alguns métodos indicados por especialistas:

1. Massageie a barriguinha do bebê
Ao perceber o desconforto da criança, acaricie a barriga do bebê com movimentos circulares no sentido horário. “Com as mãos em concha, deslize uma de cada vez pela barriga da criança, partindo da base das costelas em direção ao púbis. O toque deve exercer uma pressão suave”, ensina a fisioterapeuta Barbara K. T. Nevves, de São Paulo. Também é eficaz exercitar o filhote. “Coloque o bebê deitado e dobre lentamente os joelhos dele de modo que as coxas pressionem de leve a barriga. Depois, estenda novamente as pernas e recomece, como se ele estivesse pedalando. O movimento pode ser feito várias vezes ao dia, não apenas na hora da dor.

2. Dê um banho quente
Prepare um banho regulando a temperatura da água entre 36ºC e 37ºC. Procure fazer o bebê se sentir calmo para isso poderá colocar uma musica suave tocando baixinho ou cante para ele. A percepção de uma atmosfera calma ao redor tranquiliza o bebê, e a água na temperatura do corpo proporciona uma sensação muito próxima à que a criança experimentava no útero. É uma experiência que a faz relaxar e, com isso, a cólica cede”, ensina Sandra.

3. Faça uma compressa
Passe uma fralda a ferro e coloque-a ainda quente sobre a barriga da criança ou use uma bolsa térmica com água morna. O calor favorece a vasodilatação, facilita o fluxo sanguíneo e relaxa a musculatura, diminuindo o desconforto abdominal. “Tenha o cuidado de testar a temperatura do tecido ou da bolsa para não queimar a pele delicada do bebê”, orienta o pediatra Jayme Murahovschi, de São Paulo.

4. Tente um contato pele a pele
Quando deitado de bruços sobre o peito do pai ou da mãe, o bebê consegue expelir mais facilmente os gases que o incomodam e agravam a cólica. “Se puder, aqueça levemente o quarto para o pequeno não sentir frio. Tire sua blusa e a roupa dele, deixando-o apenas com a fralda. O contato pele com pele aconchega, enquanto o cheiro e a voz da mãe ou do pai transmitem calma e segurança”, ensina o pediatra e neonatologista Ruy Pupo Filho, de Santos (SP).

5. Enrole o pequeno no cueiro
“Ao envolver o corpo do bebê como se fosse um pacotinho, o cueiro proporciona uma sensação de aconchego e segurança e diminui a irritabilidade e a agitação da criança”, orienta a pediatra Patrícia P. de Mello, de São Paulo. Outro expediente simples é distrair o bebê com uma caminhada pela casa, segurando-o de bruços, com a barriguinha apoiada nas suas mãos – esse contato aquece o abdome e traz o conforto do toque.

6. Previna os gases
A quantidade de ar que o bebê engole a cada mamada pode provocar gases e agravar a cólica. Por isso, é indispensável fazer a criança arrotar para expelir o ar engolido durante a amamentação. Para os pequenos que não mamam no peito, existem mamadeiras especialmente projetadas para evitar a cólica.

7. Em último caso, medique
Com tantos avanços da medicina, não existe remédio para tal sofrimento? Sim, os pais podem contar com os analgésicos infantis e com os medicamentos antiflatulência, mas apenas os que são receitados pelo pediatra e, principalmente, só na hora da cólica. “Esses remédios não têm efeito preventivo. E é bom lembrar que todo medicamento apresenta contraindicações”, alerta Sandra. Algumas mamães estão recomendando o uso do colic Calm afirmando que o resultado é muito bom e rápido.

Então é isso, ficam as dicas.

Categorias